ABRH SC | Regional Jaraguá do Sul - Associação Brasileira de Recursos Humanos

Redes Sociais




Acesso Restrito

Liderança Educadora e seus desafios nas organizações

Data: 02/08/2013

Não basta ser líder, é preciso educar!

A Liderança educadora no contexto organizacional deve ser tratada como um diferencial de competitividade, sendo assim, o líder deixa de ser um “chefe” e torna-se um facilitador, orientador, formador de conceitos e pessoas na empresa.

O líder educador deve indicar o caminho, estar à frente de seus liderados apresentado as possibilidades, dando as condições necessárias para que os colaboradores possam remar para o mesmo objetivo, mas para isso a participação da equipe é indispensável eles precisam estar envolvidos e comprometidos, só assim os objetivos organizacionais serão atingidos, e essa é uma das tarefas mais árduas e importantes da liderança, formar pessoas e na interação destas, formar equipes com espírito de time instigando-as a se desenvolverem.
Podemos dizer que a condição fundamental de uma liderança educadora tem como base a capacidade de influênciar às pessoas através de comportamentos exemplares, ou seja, a equipe se espelhará no líder, em sua forma de tomar decisão, administrar conflitos, em seu senso de justiça, na firmeza ou na assertividade na comunicação e em sua humildade e empatia.
Esta liderança substitui a punição pelo diálogo e a educação para o trabalho, faz a troca da burocracia pela autonomia e responsabilidade, desafia a hierarquia e estimula a inovação e a busca por resultados diferenciados.
O conjunto de fatores para a formação de uma equipe como: o tempo, a paciência, a persitência, a confiança e a determinação em acreditar nas pessoas, que fazem parte da sua equipe, são aspectos chaves para desenvolver e formar uma equipe de alta performance. A recompensa deste esforço é a gratificação em perceber, depois de algum tempo, o amadurecimento e a vitória das superações e limitações de cada profissional.  
O líder educador facilita e participa da construção do conhecimento entre a sua equipe. Ele não é aquele que manda fazer e espera pelo resultado. Ele diz o que deve ser feito, porém acompanha o liderado na execução da tarefa para que juntos possam aprender, realizar uma análise crítica, fazerem a avaliação dos resultados e do desempenho, e juntos aprimorem aquilo que foi alcançado, este líder não “faz” pelo liderado, mas sim, ensina, encoraja, delega e então acompanha.
Esta liderança é a verdadeira essência que faz a diferença na vida das pessoas e das organizações.

Aline Tais Royer Pivetta
Diretora de Eventos-ABRH SC-Regional Jaraguá do Sul

Coach/Educadora
[email protected]

Imprimir!  

Todos os direitos reservados © 2019 - 2020 | ABRH - Regional Jaraguá do Sul - (47) 3370-1862 | by softd

Apoio: Compreendo Comunicação