ABRH SC | Regional Jaraguá do Sul - Associação Brasileira de Recursos Humanos

Redes Sociais




Acesso Restrito

HOSPITALIDADE ORGANIZACIONAL

Data: 17/02/2014

Área de Gestão de Pessoas o principal anfitrião!
  A Hospitalidade Organizacional (HO) é um tema ainda pouco ouvido e falado, associamos a palavra “hospitalidade” a prover acomodações, entretenimento e alimentação para pessoas que estão longe de suas casas; pode-se, então, complementar que quando os colaboradores estão na empresa, essa visão e prática também é necessária.
  Mas o que torna uma organização hospitaleira é justamente o seu conjunto de anfitriões e hóspedes se cuidando mutuamente.
Pode-se conceituar um anfitrião organizacional interno como aquele que busca muito empenho para agradar, receber, acolher e cuidar do hóspede, ou o outro colaborador, e ambos, cuidados pela organização hospitaleira.  Aqui a reciprocidade deve ser isenta de qualquer interesse, a não ser o crescimento de ambos e da organização.
  A área que cuida das pessoas tem um papel primordial, pois ela deve gerar um ambiente motivacional para que isso ocorra de forma natural, o que não se refere somente às instalações para uma boa acolhida, mas a condição humana, atitudes, comportamentos, posturas, normas, regras e outros códigos que proporcionem o bem-estar. Também na visão dos especialistas, no momento da contratação (seleção e recrutamento) devem-se identificar novos talentos que venham contribuir para um ambiente de trabalho hospitaleiro e isso deve ser uma preocupação do gestor de pessoas. A isso se deve somar a intensidade de treinamentos e capacitações para melhora das relações internas e o surgimento da própria HO. Procedimentos claros e um convívio harmonioso auxiliam a evitar conflitos.
Podem ocorrer ocasiões em que um colaborador tenha um espírito hospitaleiro para com os seus colegas e clientes externos, porém a empresa ou organização não o é com este colaborador e com os demais e isso deveria ser alvo de preocupação dos gestores.
  Os componentes para gerar uma boa HO é a reciprocidade, cortesia, fraternidade, respeito, tato e polimento, isto, soma-se o fato de que o ambiente de trabalho deve possuir asseio e limpeza, acomodações adequadas e conforto. Programas que visem à saúde do colaborador e benefícios correlatos também são vistos como componentes da HO. Já a qualidade de vida proporcionada pelo ambiente organizacional é plenamente confirmada como item da HO. Entende-se, portanto, que as necessidades básicas humanas devem ser permanentemente atendidas pela organização.
  Mas a hospitalidade pode ser útil para muitos serviços em que os colaboradores interagem com os clientes externos e internos, desde que os conceitos sejam transmitidos e entendidos por eles, que devem ter conhecimento prévio do que é hospitalidade e praticá-la entre si.
  O desenvolvimento do tema chegou, agora, a um ponto em que existe a aceitação crescente do seu potencial e valor para as organizações. Existem ainda severas limitações sobre ele, pesquisas e estudos estão sendo realizados para que entendamos melhor a sua dimensão e o reflexo sobre as pessoas e as organizações.
Mas, vale pensar! Como você percebe a hospitalidade em sua organização?

 

Aline Tais Royer Pivetta
Consultora/Coach
[email protected]

Imprimir!  

Todos os direitos reservados © 2019 - 2020 | ABRH - Regional Jaraguá do Sul - (47) 3370-1862 | by softd

Apoio: Compreendo Comunicação